terça-feira, 28 de outubro de 2014

34 VAGAS PARA FISIOTERAPIA EM ALAGOAS

A UNCISAL - Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - abriu concurso público com 34 vagas para fisioterapeutas.

As vagas são para fisioterapia desportiva, neurológica e fisioterapia respiratória.

O edital completo pode ser verificado aqui.


quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Porque todo estudante de saúde deve ler o livro Extraordinário


Extraordinário conta a história de August Pullman, o Auggie. Ele nasceu com uma síndrome genética que foi responsável por diversas cirurgias e complicações médicas. Por este motivo, Auggie não frequentou, até o momento, o ambiente escolar.  Afastada a necessidade de novas cirurgias e com sua situação de saúde relativamente controlada, surge um novo desafio em sua vida: frequentar a escola.
Apesar de aparentemente fácil para os demais alunos, para Auggie frequentar a escola do significa expor o seu rosto e sua “fraqueza” para os demais colegas que não o viam como uma pessoa normal. Tarefa extremamente difícil para um menino que levou anos utilizando um capacete, toda vez que saia de casa, para esconder estas deformidades.

Lidar com essas situações-problemas na escola e na vida, onde quase todos o viam como um indivíduo que parecia possuir uma doença infectocontagiosa é uma tarefa bastante complexa. O livro consegue expressar os sentimentos deste nobre menino ao passar pelo processo de exclusão/marginalização daquele contexto e quais serão as suas estratégias utilizadas para vencer este conflito.

Este é um livro importantíssimo para diversos grupos sociais tais quais adolescentes  já que costumam andar em grupos/tribos e de alguma maneira acabam excluindo os diferentes, no caso August. Dessa maneira, poderiam compreender o que se passa no cognitivo daquele que está marginalizado do grupo. Defendo ainda a leitura deste livro para os adultos e, sobretudo profissionais da saúde.

Numa sociedade em que há a internet como a centralidade do processo, o culto ao imediatismo e às relações efêmeras temos como resultado a Síndrome do Pensamento Acelerado. Esta se apresenta como reflexo de, cada vez mais, falta de amadurecimento dos processos emocionais, impulsividade, baixa capacidade de resiliência e dificuldade de se envolver nas relações interpessoais inseridas em seu contexto, visto que estamos sempre preocupados em satisfazer o nosso eu. Nessa perspectiva, é que a leitura do livro é fantástica e vai da contramão dos processos desta aceleração que nos é imposta na sociedade atual justamente porque Extraordinário se propõe a expor/trabalhar as sensações e a maturidade de um garoto extremamente jovem, contudo com grande elaboração emocional e consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade.

A leitura do livro, portanto, nos leva à reflexão e compreensão dos sentimentos do outro, a partir da problemática enfrentada pelo menino e por sua família, permite que possamos assim, exercer a nossa empatia. Esse sentimento parece estar em  declínio,atualmente, pois estamos extremamente preocupados em lidar com nossos próprios problemas e limitações que por fim, nos impulsionam ao julgamento do outro porque passamos a compreender a realidade na qual aquele indivíduo está inserido de acordo com o nosso contexto social. No momento em que, exercitamos a empatia e nos livramos do pré-conceito (literalmente falando) podemos compreender a situação problema que aquela pessoa está inserida e entender a sua dor, promovendo um ambiente acolhedor e consequentemente a satisfação deste usuário do serviço de saúde. Aceitá-la ou não já faz parte de um processo avaliativo sobre o qual não cabe a nós nem como profissional da saúde nem como indivíduo coadjuvante neste processo, cabe sim, ao indivíduo que esta passando pela situação, na medida em que ele possa se entender como ator social e, portanto, capaz de modificar a realidade na qual está submerso.


Ao entendermos a sociedade capitalista no impõe um pensamento acelerado e normalmente voltado para as relações financeiras verificamos que nós profissionais da saúde precisamos estar preocupados, substancialmente, como nossas capacidades de produção ao invés de focarmos na qualidade dos atendimentos ali prestados. A partir deste ponto de vista é que aponto este livro como uma importante ferramenta para nos trabalharmos e melhorar as relações interpessoais no campo da saúde.

Crédito da imagem: http://www.fecheicomele.com.br/2013/10/extraordinario-rj-palacio.html

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Mensagem do Aprovado: Mateus Rodrigues









Histórico do Candidato
Mateus Rodrigues é especialista em Saúde da Família, fisioterapeuta concursado Nasf da Prefeitura Municipal de Salvador, ex técnico administrativo Uneb, aprovado para fisioterapeuta da Prefeitura Municipal de Alagoinhas, aprovado para fisioterapeuta do Hupes (Ebserh) e ex aluno de fisioterapia da Uneb.

01. Qual foi sua metodologia de estudo
Minha metodologia de estudo foi bem simples e objetiva. Comprei uma apostila na banca de revista e um material com 08 apostilas apenas com questões específicas de fisioterapia comentadas. Estudei  aproximadamente por 2h diárias por esse material juntamente com as provas de concursos anteriores (principalmente da mesma banca). Também assisti diversas vídeo aulas no YouTube.

02. O que contribuiu para que você passasse no concurso 
O que mais contribuiu para que eu passasse foi o tempo que consegui me dedicar à resolução de questões. Respondendo as provas, eu pude perceber minhas dúvidas e focar os estudos para o que mais precisava.

03. Qual foi a dificuldade encontrada?
A dificuldade maior foi conseguir organizar o tempo para que pudesse despender, ao mínimo, 1 hora para resolução de questões, diariamente, inclusive aos fins de semana.

04. Por quanto tempo você estudou?
Estudei por aproximadamente 2 meses consecutivos para prestar o último concurso, mas o ideal seria que eu tivesse estudado mais tempo. É necessário repetir as mesmas questões para fixar bem os conteúdos, afinal, concurso avalia muito a capacidade de responder questões, não apenas de saber o conteúdo.

05. Fez pós graduação?
Fiz sim, terminei uma especialização recentemente. Sou especialista em Saúde da Família.

Mensagem aos Concurseiros:
- Estude sempre que puder e utilize formas variadas: resolução de provas, de apostilas, leitura, vídeo aulas, cursos (se puder) e conversas com outros concurseiros. O mais importante é conhecer a banca, saber o estilo das questões, observar quais assuntos são mais cobrados e se preparar para o concurso que te interessa.

A resolução de provas anteriores (de preferência, da mesma banca realizadora) auxilia nas principais "pegadinhas" que a banca prepara para que os candidatos descuidados percam pontos importantes. Ao fazer isso, você perceberá que algumas questões se repetem muito em várias provas diferentes, (e essas questões você tem OBRIGAÇÃO de acertar) preparar a organização do tempo em relação ao número de questões objetivas, redação e questões discursivas (quando houver), além de servir para reconhecer as, para ser aprovado).

No mais, é manter o foco e a determinação até o dia da realização das provas. Depois é só esperar o resultado e comemorar!

Super abraço!

Mateus


Share It